Segunda Chance

É provavél que você saiba melhor sobre esta historia que eu. Fernando Fernandes participou do BBB2. Marcelo Dourado do BBB4. Ambos bonitos, marrentos, de pavio curto. Cada qual com seu charme. Seu eleitorado. Seus pontos fortes e fracos. Ambos sairam cedo das edições que participaram. Sem deixar muitas marcas. Com a esperança que sua passagem pelo programa abrisse portas pra fama, pro dinheiro e pro sucesso. Marcelo Dourado eu não sei o que fez depois que saiu. Fernandes Fernandes eu sei pq os sites de homens bonitos e seminus que eu acompanho [ que foi ? sou pao com ovo, MEDEISHA !!! ] vez ou outra publicava uma serie de fotos. Entao ele devia estar ganhando a vida como modelo. Em julho de 2009 Fernando sofre um terrivel acidente que lhe quebra duas vertebras da coluna   deixando-o numa cadeira de rodas pelo resto da vida. A carreira como modelo esta sepultada. O Jovem bonito, atletico e viril está fadado a passar seus dias visto como aleijado. O   que pra nossa sociedade sempre incessante em busca de juventude e beleza é algo pior que a propria morte. Marcelo Dourado aos trancos e barrancos seguiu com sua carreira de lutador. Tentando ganhar a vida dando aulas. Naquele sufoco cotidiano de quem mora de aluguel e nao sabe de onde o dinheiro vira no mes seguinte. Ele e convidado  a participar da 10 edição do programa que o pos na midia. Tudo certo, ele entra. Com um discurso diferente da ediçao anterior tenta vender pro publico que essa seria uma segunda chance em sua vida. O publico compra a embalagem, mesmo nao confiando muito no produto.Só que os anos, as derrotas, o ostracismo não ensinaram muito pra Marcelo Dourado. Ele segue sendo a mesma pessoa truculenta, machista e destemperada de antes. Com um tempero diferente. A capacidade de omitir essas caracteristicas quando lhe convem. A terça feira proxima deve sagra-lo campeão com 1,5 milhao de reais no bolso.

Fernando Fernandes completa hoje 29 anos. Oito anos se passaram desde o bbb2. Nove meses depois do acidente. Se prepara para participar das paraolimpiadas de 2012. Reaprende a lidar com o corpo e com as limitações que ele lhe trás. Fala de si sem falsa modestia, sem pieguismo, sem se vitimizar. Para muitos seria o fim. Para ele é um recomeço. ” Não sei viver mais ou menos”

Segunda chance.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s