Do Luto

Eu sou o segundo filho de uma família com seis irmãos. O meu irmão mais velho tem somente um ano a mais que eu. O outro irmão é dois anos mais novo. Eu tenho três primos homens com a mesma idade que eu. Eramos todos vizinhos e crescemos todos juntos. Sem falar nos filhos dos vizinhos. Que eram meio que parentes também. Uma molecada. Como estavamos sempre metidos nas mesmas encrencas é sempre jogavamos as culpas pelos erros nas costas uns dos outros, se um saia da linha todos pagavamos o pato. Lembro de um historico dia. Que choveu horrores. E nos fomos tomar banho num bueiro cheio de água. Um dos meus primos e um dos vizinhos nem estavam juntos. E eles também tiveram que tomar o terrivel banho de criolina que a minha avó achou que seria castigo suficiente pra quem acha legal tomar banho no esgoto. A minha mãe, as minhas tias e a vizinhas não tinham muitas ilusões. Se um de nós não estivesse metido nas ( muitas ) encrencas era mais por falta de oportunidade do que por vontade. No minimo coniventes com o erro cometido nós estavamos.

Com treze anos eu me descobri gay. Meu corpo me traiu. Me levando pra um lugar que nenhum dos meus amigos poderia ir junto.De repente me vi sozinho. Completamente afastado dos demais. Marcado. Sujo. Eu tinha um segredo. E eu não podia contar pra nenhum deles.

Eu que sempre tinha ao meu lado amigos leais que apanhariam  junto comigo se preciso fosse de uma hora pra outra me vi sem poder confiar mais em ninguém. Por que eu não confiava mais nem no meu proprio corpo. Que tinha me aprontado uma palhaçada dessas.

O que eu fiz de errado ? Eu to sendo punido pelo que ? Me afastei de tudo e todos. Completamente isolado no meu ressentimento contra o mundo. Os meus amigos crescendo. Descobrindo as garotas e eu horrorizado com a simples ideia de inaverditamente olhar de forma errada pra algum deles. Um deles perdeu a virgindade logo depois. Todos euforicos com a novidade.  E eu todas as noites molhava o travesseiro chorando de raiva e frustração.

Entrei em luto pela vida que havia perdido. Fquei muito tempo achando que tudo tinha acabado. “ Não vou mais ser feliz, nunca.”

Levei muito tempo pra “me perdoar” por ter nascido gay. Levei um tempo mais longo ainda pra perdoar o mundo por ter me jogado nessa.

O meu irmao mais velho tornou-se alcoolatra. Ele já chegou a me acusar de ser o responsável por isso. Porque ao me isolar eu não só o deixei de fora da minha vida, mas acabei por não partilhar mais da vida dele.

Deixamos de ser filhos,pais, mães,  homens, mulheres, crianças, brancos, ruivos, japoneses pra seremos uma coisa só: GAY

Anúncios

6 comments on “Do Luto

  1. Acho que eu já tinha entrado aqui, André. Pelo menos seu post anterior não me é estranho. Vc vive comentando no meu blog? Com que nome?
    Estou sem tempo nenhum, nenhum. Mas gostei desse post. A gente é tanto mais que apenas uma das nossas características…

  2. André não posso falar que te compreendo, pois não senti as coisas exatamente dessa forma, não me senti traído pelo meu corpo e nem senti raiva de mim. Na verdade, o que sempre me angustiou foi o fato de saber que sofreria muito preconceito, até mesmo em casa, se decidisse viver minha homossexualidade, por isso levei tanto tempo para fazer o que realmente me deixava feliz. Senti muita raiva sim, mas dos outros, que me obrigavam a me podar.
    Por outro lado entendo o que você expôs, afinal, também me senti sozinho quando percebi que era gay e sei o quão difícil é lidar com isso por qualquer que seja o motivo.

    • vai muito de cada um mesmo. Meu universo era TOTAL masculino. Eu nao entendia o que tava acontecendo. Não tinha pra quem perguntar. e nem sabia o que eu deveria perguntar. só uma coisa era certa pra mim. ME FODI.

  3. Oi andre-
    sabe que tenho vários amigos homosexuais, que para mim são os melhores amigos que já tive na minha vida- mas eu nunca tinha pensado neste lado, da tristeza dos outros te acharem diferente, porque eu nunca achei-eles sempre falavam na familia , mas de um jeito- que ali tinha uma saudade, são raros os que aceitam assim, eu tenho um primo lindo, inteligente, que é homosexual, mas sabe que a minha familia fazer de conta que não, nunca foi tocado neste assunto, aliás eu toquei só com minha mãe que tem quase 80 anos > ela falou que não era nada disto ..que teve uma história na infância, me falou umas coisas sem nexo…
    tá mas assim pessoas com esta idade até compreendo , que é dificil entender- mas nós estamos numa era , assistindo filmes, novelas que falam sobre este assunto, e sinceramente não consigo entender como fazem sofrer um ser humano que já sofreu e se culpou – e tu falou disto para algum deles?
    as tristezas repartiddas ficam menores – se bem que tá valendo amigos aqui na rede
    bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s