O que ela me deixou

 

A minha vida não foi fácil. A minha vida NÃO é fácil. Mas desde o começo eu meio que aprendi que nada vem fácil.

Na minha casa os filhos vieram em escadinha. Um fora, um dentro e outro no pensamento.

A minha irmã era exatamente um ano mais nova que eu. Ela nasceu com paralisia infantil. E ela teve uma infância miserável pq meus pais eram muito pobres, não sabiam direito como ajuda-la e um ano depois a minha mãe já tinha outro bebê em casa pra dar conta. Um bebe recém nascido, uma menina de um ano deficiente  física, um menino de dois com problemas estomacais, um menino de três  e um marido alcoólatra que a espancava. Minha mãe tinha 23 anos.

Quando eu nasci o meu pai escolheu pra ser meu padrinho um dos seus colegas de copo. Era um sujeito alegre, divertido e eles eram os “ricos” do nosso bairro. Eles tinham uma pequena mercearia e eu sempre ganhava doces quando ia lá.

 

Pouco depois de completar 8 anos a minha irmã passou mal. De ônibus, sozinha,  os hospitais em greve, minha mãe correu de um lado pra outro em vão. A filha, que nunca havia andado, que nunca tinha conseguido dizer uma palavra, morreu em seus braços sem conseguir socorro.

Meu pai trabalhava em uma cidade do interior. Não conseguiu chegar pro enterro.

A minha mãe nunca conseguiu se recuperar desse dia.

Pela primeira vez fiquei sabendo o que era a morte. O corpo havia chegado. E eu fiquei dentro da igreja vendo prepara-la pro enterro. Pra mim ela só estava dormindo. Daí eles foram trocar a roupinha dela. E eu vi a grotesca e apavorante linha de pontos grandes  e mal dados, sinal da autopsia.  Entrei em choque. Me levaram pra casa da minha madrinha. Lá ela me deu uma papa de milho verde. E eu lembro que mesmo adorando o gosto do mingau eu sabia que não havia como aquele mingau apagar a dor, o pranto e o sofrimento que eu tava sentindo.

Eu não sei como surgiu em mim esse pensamento. Mas eu me lembro de ter me apegado ao fato que EU estava vivo. Não eram em mim aqueles pontos grotescos.

Se fosse um filme esse  talvez fosse “o” momento da virada. Quando o protagonista descobre  em si uma força maior e passa a vencer os obstáculos. Mas isso não é o filme. É só a droga de vida que me sobrou pra viver.

Eu não passei a vencer obstáculos nenhum. E a minha vida teve [ e terá ] outros percalços.

Mas isso a minha irmã me deixou: A vontade de estar vivo.

 

Por isso eu discordo sabe @patriciaaa ?  Viver ainda é o melhor a fazer.

Anúncios

18 comments on “O que ela me deixou

  1. chorei ao ler isso tudo. vontade de te abraçar. eu acho que a questão da sua irmã de trouxe pra fora. eu também tive uma questão assim. esse O momento. me puxou pra dentro. nós dois tivemos a reação. a sua foi pra fora, a minha foi pra dentro.
    um beijo.

  2. Não sou muito novinha (nem adianta q não conto a idade, ainda preciso acostumar) mas tive uma vida inteira de depressão e, pra mim, “vontade de viver” é vencer o maior dos obstáculos!! Demorei pra conseguir e vc tão menino já sabia! Belíssimo texto! bjs

  3. eu sempre aprendo com você, com sua vida, com sua história. e eu sempre choro com essa sua capacidade de “viver apesar de.”, porque né? eu fico buscando esse O momento na minha vida e acho tudo tão banal.
    eu te amo de um tanto.

  4. Eu acabei de ler eu texto aqui no trabalho e precisei ir para o banheiro para esconder minhas lágrimas. Você sempre escreve coisas incríveis, cheias de lições. Eu fico feliz por ter tido a honra de conhecer um homem como você que está sempre disposto a seguir, não importa o quão a estrada seja tortuosa. Posso te dar um abraço?

  5. Você não me conhece. Eu não te conheço. Descobri teu blog hoje. Tô chorando mas ao mesmo tempo me sentindo MUITO feliz e aliviada. Obrigada! Me dá um abraço?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s