Das coisas que voltam

 

Sendo lindo e voltando pro mar, OFERENDA

 

 

Eu tenho [ tinha sei lá ] uma amiga. Que era mais velha e tinha coisas boas. E também coisas péssimas. E eu me cegava pras coisas péssimas.

Porque depois que eu pego amizade eu cago se a pessoa é louca. É louca mas e minha amiga ué.

Dai essa minha amiga me ligou de manhã. Aflita querendo conversar. Eu tava saindo pro trabalho e disse que não tinha como conversar naquela hora [ os papos com ela sempre eram LONGOS ] que ligaria pra ela quando chegasse no trabalho. Ela não pode falar quando eu liguei e ficamos nisso o dia inteiro. Eu ligava, ela não podia. Ela me ligava eu tava muito ocupado. No fim do expediente ela me ligou pedindo pra esperar. Pq ela me pegaria e sairíamos pra conversar. Eu disse que teríamos que sair pra comer  porque eu ainda não tinha almoçado, eram 19 horas. Ela so deu as caras duas horas depois. Saindo do trabalho ela perguntou onde eu queria ir comer. Eu disse que tinha comida pronta em casa e tava sem dinheiro pra comer na rua. Ela não quis ir. Disse que seria melhor a gente comer na rua. Eu disse que não tinha dinheiro. Ela também não tinha e fomos pro supermercado comprar alguma coisa. Ela perguntou o que eu queria comer. Eu disse QUALQUER COISA MENOS PÃO. Porque já eram quase 22 horas e eu so tinha comido  pão pela manhã. Dai ela disse que qualquer outra coisa daria muito trabalho. Foi colocando coisas no carrinho [ material de limpeza O.o] e de comida ela comprou: leite, presunto, queijo e PÃO.  fomos pra casa dela. Eu comi pão com presunto [ tenho intolerância a leite e queijo, coisa que ela sabia ] ela me contou o que queria me contar [ eu nem lembro mais o que era ] e ela arrumou o sofá pra eu dormir. Eu disse que não ia ficar porque precisava tomar banho, trocar de roupa, tava cansado e queria dormir na minha cama. Dai eu fui pro ponto de ónibus 02 horas da manhã e ela foi feliz e tranquila dormir com dois carros disponíveis na garagem.

Veja bem. Ela não tinha obrigação nenhuma de encher a minha barriga e nem de me levar em casa de madrugada.

Mas existe um contrato não assinado quando se trata de amizade: Cuidado.

Você cuida do outro para que o outro cuide de você depois.

As pessoas querem ser cuidadas, mas acham que é uma relação de via única. Não é.

Antes de exigir que os outros sejam “boas pessoas” é preciso que VOCÊ se torne essa “boa pessoa”.

Até porque você fica impossibilitado de reconhecer  gestos, atitudes, palavras se você não estiver habituado a elas.

Essa tal minha amiga reclamava sempre de solidão e abandono.

 

Talvez porque ela abandonasse antes.

 

Eu me senti completamente abandonado no ponto de ónibus.

 

Anúncios

9 comments on “Das coisas que voltam

  1. Já passei por uma situação bem parecida com essa e em uma cidade praticamente estranha. Acho meio difícil acreditar que uma amizade se mantenha firme e forte depois de coisas assim.

  2. Acho engraçado aquelas pessoas que falam “lógico que eu não fiz isso pra receber nada em troca, mas…”. Desculpa, mas tem que ter algo em troca. Pq amizade é isso: é vc dar alguma coisa com leveza, sem pressão, sem cobrança… Mas valorizar qnd cuidarem de vc e perceber que houve um zelo naquilo tudo, né?

    Adoro seus posts. Se eu pudesse te pagava pra vc sair do trabalho e ficar só em casa escrevendo! hahaha.

    Grande beijo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s