Vale Tudo

 

Eu tenho uma certa implicância com lugares comuns.  Aquilo que todo mundo diz, que todo mundo sente, que todo mundo acredita. Durmo sabe ?

E dai todo mundo é  fã do amor. O mais nobre dos sentimentos e aquelas papagaiadas todas. E dá-lhe RT em Caio Fernando Abreu.

Eu sempre tenho vontade de pedir a palavra e  fazer uma petição do contra.  Mas sou banana e fico calado.

Acontece que eu não acho que o amor seja o mais NOBRE dos sentimentos. Acho que ele é um sentimento como todos os outros.  E que ele te move como todos os demais.

Só que. Ele é supervalorizado. E dai e muito comum colocar na conta do Amor benefícios que são provindos de outros lugares. E o lado ruim de amar é sempre dividido com outros sentimentos que levam a fama de vilões da historia. Como o ciúme por exemplo.

Tá lá inveja cuidando de suas coisas, sendo mesquinha e pequena como lhe é de costume e de repente só por estar  associada a um amor não correspondido que passa a ser a pior das coisas da face da terra. Muito injusto.

E dai tudo aquilo que não e Amor e tratado quase como uma anomalia orgânica. Como se não lhe fosse dado o direito de existir só porque não fica bem numa mocinha protagonista de novela. Vocês já repararam nisso né ? Mocinhas de novela não tem rancor, inveja e nem mau hálito matutino.

Eu lembrei disso tudo vendo uma cena da reprise de Vale Tudo.

Raquel sempre amou Maria de Fatima. Isso não lhe trouxe beneficio algum.  Raquel vivia na sua zona de conforto, suburbana e cafona sem se dar conta que aquela vida sem maiores ambições [ outra vilã costumaz, a ambição ] envenenou Maria de Fatima desde sempre.

Dai tem a virada. Raquel é traída. Descobre que aquele seu amor dedicado não lhe era correspondido. Pior, era motivo de enfado pra calculista e ambiciosa Maria de Fatima.

E tudo muda na novela.

Raquel se reinventa como pessoa e constrói uma nova trajetória. Toda baseada na injustiça da traição e nesse amor de mãe frustrado e não correspondido.

E eu fico pensando que talvez amar não seja o melhor que pode lhe acontecer.

E muito bom quando as coisas dão certo, obvio. Mas talvez quebrar a cara seja o pontapé inicial que vai te levar pra lugares que você jamais pensou que seria possível alcançar.

A gente fica nessa luta pelo GRANDE amor. Sem ter nenhuma garantia que é de fato isso que vai nos realizar enquanto pessoa.  Dai a gente vai enterrando todo o resto nessa esperança meio boba.

Sentimentos são sentimentos. Todos podem ser bons ou ruins. E eu não acho que um seja mais importante ou melhor que os demais.

São todos humanos, demasiadamente humanos.

Vale tudo.

Anúncios

4 comments on “Vale Tudo

  1. Minha implicância com esse amor todo tãããão incondicional é que transforma o outro em monstro. Nem que ele esteja fazendo apenas o que é de seu direito, apenas pra sobreviver, ser feliz. Mas deixou a pessoa que ama magoada, então é crime.

  2. Amar é a melhor coisa que pode acontecer.As pessoas só deviam lembrar que não é pra desligar o cérebro enquanto isso.
    “Mocinhas de novela não tem rancor, inveja e nem mau hálito matutino.”
    Muito chato isso,por isso que as pessoas se identificam mais com os vilões.

  3. Lembrei de uma historinha boba: Fulana disse pra Cicrano: – Sofri uma desilusão amorosa. Cicrano responde; – Poxa, que bom! Fulana retruca: – Como assim “que bom”? Estou sofrendo muito! Então o cicrano rebate: – Você acha melhor ter continuado iludida?
    Eu acho que é meio isso. No fundo a gente sabe que O grande amor não é lá essas coisas, e que não sendo essas coisas, na verdade nem existe. Existe só o amor, normal. Mas a gente corre tanto atrás, passa por tanto pra manter, que precisa justificar o esforço, né. Além do quê, que opção se tem? Viver pelo viver parece uma coisa tão dificil…

  4. Concordo tanto, mas tanto com o que tu escreveu!
    E acrescento que, quando não se está buscando amor, as pessoas te veem como um monstro insensível. E nem falo só do amor romântico, mas de qualquer amor, de qualquer um.
    Estar satisfeito com o amor que se tem (que pode ser pouco, mas pelo menos é sincero) tornou-se um atestado de amargura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s