Dia 17 – Brasileirão

 

Foi a primeira vez. Que todo mundo entrou na favela. E saiu de lá achando que realmente não sabia nada do que se passa na favela. Que não há atalhos faceis quando se tenta encarar a triste  realidade social do Brasil.  E são vários filmes dentro do mesmo filme. O meu filme favorito é o romance de formação do Zé Pequeno. Porque os piores bandidos não nascem bandidos. E a gente saca que ele é um sobrevivente.  E ele não se tornou bandido por que era ruim. Mas porque tinha ambição. Ele não queria ser bancário. Nem CEO da Petrobras. Ele tambem não queria a Jules Rimet. Ele queria ser o “dono” da favela. E só havia um caminho pra isso. E ele foi. E a gente foi com ele. E quando você exerga o mundo pela perspectiva dele não há acertos de contas a fazer. Ele viveu tudo o que sempre quis. Quem de nós conseguiu [ conseguirá ]  tal façanha ?

Anúncios

5 comments on “Dia 17 – Brasileirão

  1. Gosto muito desse filme mas confundo muito com o livro. Visualmente é fantástico. Só não quero vê-lo mais, a cena com as crianças me pegou muito forte. Um que amo e que nunca é citado é O Romance da Empregada, já viu? Beth Faria de doméstica, vivendo no barraco que inunda. Sou mais o cinema nacional antes da tal “revigorada”, “virada” ou sei lá.

  2. Entao. todos os filmes depois da “revigorada” tem uma cara meio globo de ser. Dai a gente sempre tende a antipatizar.

    esse eu não vi.

    Tem um tambem que nunca é citado que eu acho incrivel. melhor que central do brasil e aquelas coisas.

    Terra Estrangeira – um dos primeiros do walter salles com a fernandinha torres.

    achei barbaro mesmo.

    Eu tambem nao veria cidade de deus novamente. Raramente eu revejo filmes. Nem os que eu gosto imensamente eu consigo rever.

  3. Eu sou o contrário, revejo todos os filmes que amo, aproveito quando alguém ainda não viu pra convidar pra ver comigo, esse tipo de coisa. Terra Estrangeira é legal mas acho meio pedantezinho. “Contra Todos” é outro bárbaro.

  4. Todos me odeiam se eu disser que esse filme eu achei ok, mas não entra na minha lista? E eu acho que 5 vezes favela é bem legal e é de 1962. Gosto de Romance de Empregada e gosto de Dias Melhores Virão (mas pode ser por causa do nome).

    • Eu vi cincos vezes favela. de madrugada no notebook e parando pra ir no banheiro. cidade de deus eu vi no cinema. com a galera. as vezes esse tipo de experiencia diz muito mais sobre um filme do que qualquer outra coisa. e dai as nossas memorias sobre ele se valorizam. o romance da emprega eu ainda nao vi.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s