Aquilo Que Não Presta.

Eu não sei guardar papel. Vou enfiando em qualquer buraco disponível aleatoriamente todo e qualquer papel que me caia nas mãos. E esses papeis foram se acumulando ao longo do tempo. Dai hoje eu resolvi tomar uma providencia. Dai eu levei todos os papeis pro meu quarto e joguei em cima da cama. E passei o resto do dia separando o que era importante daquilo que era lixo simplesmente. Do mundo de papel de eu tinha depois de jogar fora duas sacolas grandes e três pequenas cheias deles, sobrou uma quantidade infinitamente pequena, que coube em algumas pastas e uma caixa fáceis de guardar mais cheias de coisas  que foram ou são significativas pra mim de alguma maneira.

Hoje foi o meu primeiro dia de desemprego.

Num mundo ideal um emprego seria apenas uma ocupação que nós trouxesse sustento. No mundo em que vivemos você é emprego que você tem. Passa-se mais tempo nele, com pessoas que você sequer suporta do que com aqueles que de fato ama e escolheu pra viver.

E dai o emprego tem essa magia perversa. Passamos muito tempo nele, a maior parte do tempo. Mas sempre entre os melhores momentos que levamos pela vida são os momentos que passamos longe dele. E dai eu fiquei tentando lembrar de UMA unica coisa que eu poderia guardar desses momentos. E a minha mente sempre me traia me levando pra momentos e lugares que não tinham muito a ver com o meu trabalho.

Eu lembrei da grande lição de vida que tive ao acompanhar uma solitária senhora no enterro da cachorrinha que lhe tinha sido a unica companheira nos últimos 14 anos. E desse senhora se recusando a aceitar a minha piedade enfiando uma nota de R$ 50,00 no meu bolso a titulo de pagamento pois não seria naquela altura da vida que ela dependeria do favor de alguém.

Lembrei do carroceiro que chegou todo aflito e fedorento, trazendo no colo um feio cachorro vira lata com a pata quebrada pedindo misericórdia pois  não podia ver o bicho morrer. E desse mesmo carroceiro vindo semana apos semana  pagar religiosamente o tratamento do seu fiel e feio amigo, com um sorriso no rosto e dizendo que ao menos pra aquele cão ele iria servir pra alguma coisa.

Acho que tudo na vida e assim né ? A arte de reter o que de fato importa e jogar o restante no lixo.

Não tem sentido eu guardar papeis de bala e extratos de contas que você nem tem mais. Assim como não tem sentido você guardar ofensas e humilhações de pessoas que não lá grande significado pra você.

Logico que desses 16 anos que eu fiquei nesse trabalho restou um mundo de magoas, decepções e frustrações.  Mas não é isso que ninguém quer  levar pra velhice né ?

Eu acho que a gente guarda coisas demais. E acaba ficando preso nelas e por elas. Com os poucos papeis que me restaram depois da faxina dá pra levar tudo numa pequena mala onde quer que eu va.

Com as poucas e boas historias que eu separei pra ficar comigo desse trabalho dá pra chegar em um outro sem tanta carga, com a mesma leveza. E podendo acreditar que essas historias que eu levo comigo me definem bem melhor enquanto pessoa  dos que os títulos acadêmicos que o meu chefe me demitiu por não ter.

 

Anúncios

7 comments on “Aquilo Que Não Presta.

  1. Espero que você chegue logo num lugar muito bonito que mereça a sua leveza, e que possa colecionar mais um monte de histórias e papéis, para depois se desfazer deles e começar tudo outra vez… bjs ♥

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s