O garoto dos dentes podres

Era um lugar bem pobre. Da região norte do meu estado. O lugar que eu estava era minusculo. Poucas casas. E muitas igrejas evangelicas. Assim, MUITAS.

 

E tinha uma pequena casa com uma mureta que dava pra rua. E nessa mureta tava sentado um garoto. Ele usava calça social puida e camisa de algodão dessas de campanha politica. Da campanha de 2010, acho. E curiosamente ele usava um chinelo de dedo com detalhes em cor de rosa. Eu achei bem curioso o chinelo cor de rosa. Mas logo esqueci disso ao chegar pra falar com o garoto. Porque ele já tinha sido bem bonito em algum tempo. Como eu estava trabalhando eu o chamei de Senhor e pedi permissão pra falar com ele. Ele riu todo sem graça. E me disse o nome e a idade dele. O nome eu não consegui guardar. Mas me chocou ele ter só 23 anos. E ter todos os dentes da frente todos podres. Eu comecei a fazer o meu trabalho e ele desceu da mureta. Como eu falo baixo cheguei bem perto dele. Eu acho que antes de chegar pra falar com ele eu já sabia que ele era gay. Mas foi ao chegar bem perto me dei conta que ele ficou muito tenso com toda essa proximidade e pra ele não deveria ser tão comum. Como ele era muito timido e estava com dificuldade pra responder eu deixei um pouco de lado o tom mais formal que eu deveria usar pra conduzir a entrevista. Eu não sei se foi a proximidade, o meu cheiro, ou de falar em tom baixo bem perto do ouvido dele. O fato e que ele se excitou com a conversa. E ao sacar que eu tinha sacado que isso tinha acontecido ele misturou um misto de vergonha e excitação que nada tinham a ver com a entrevista chata que eu fazia com ele. O tempo transcorreu de um jeito meio estranho a partir dai. Pois eu me demorei mais do que deveria. Pois sabia que em algum momento aquele clima que tava rolando que nada tinham a ver com paquera ou tesao da minha parte iria se evaporar assim que o meu trabalho estivesse concluido. Aquele garoto precocemente envelhecido e dentes pobres provalmente não esta excitado comigo. Mas talvez com o fato de poder estar entre iguais.

Pouco antes da entrevista terminar chegou um outro homem. Também de calça social e camisa de algodão. Mas que usava um feio sapato de camurça. Veio em nossa direção pra saber do que se travava a nossa conversa. O olhar de dor, culpa e sofrimento que o garoto dos dentes pobres lançou pra esse homem foi uma das coisas mais tristes e dolorosas que eu já presenciei na vida. Porque o tal homem era pastor da igreja Deus é Amor. Uma das denominações neo pentecostais mais severas e sufocantes que existe no Brasil. E o garoto dos dentes pobres era membro dela e o tal homem seu pastor.

Eu fiquei pensando nisso bastante tempo. No tipo de vida que aquele pobre rapaz escolheu [ ou foi forçado ] seguir. Fiquei imaginando que tipo de penitencia e culpa aquele pobre rapaz iria carregar daquele episodio. Um flerte inocente e uma ereção pra um desconhecido que te trata gentilmente e te fala ao pé do ouvido.

Talvez seja por pensar nesse rapaz dos dentes podres me seja dificil entender porque diabos é tão importante saber quantos quilos a cristina aguillera esta pesando ou me interessar pela capa do próximo cd da Rihana.

O olhar de sofrimento, solidão e desespero daquele rapaz não me deixa esquecer que não existe nada alegre em ser gay no brasil. E que nós não sabemos o tanto que somos privilegiados por ter a oportunidade de mudar, nessa geração nesse tempo, a visão da sociedade sobre a homossexualidade.

Pra que não precise existir jovens de dentes podres em nenhum canto do brasil.

Cabe a nós.

Anúncios

2 comments on “O garoto dos dentes podres

  1. Puxa! Gosto tanto do teu blog e você demora tanto a postar! Dessa vez pensei que tivesse morrido! Ainda bem que voltou. Meu marido também se chama Gil. Please! Alimente a gente com suas reflexões sinceras e pertinentes! Um abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s