Meritocracia feat Chi Chi Devayne

Eu trabalhava de garçom num restaurante que já funcionava há 11 anos quando eu entrei. Dois anos depois o restaurante fechou. O dono do restaurante pra surpresa de absolutamente ninguém acredita, prega e defende que se você se esforçar o suficiente todas as coisas serão possíveis. Quando ele fechou o restaurante ele deixou 11 pessoas desempregadas. Algumas dessas pessoas trabalhavam com ele desde que o restaurante abriu 13 anos atrás. O restaurante dele não foi o único a fechar. E dai essas onze pessoas estão correndo pra lá e pra cá procurando emprego. Ele conhece todas as pessoas do mercado que a gente quer trabalhar. Ele tem todos os números. Todos os contatos. Toda a influencia de quem trabalhou com restaurante por 15 anos. As pessoas que trabalharam nessa empresa dele fizeram um grupo no whats app. E ele faz parte desse grupo. Sabe o que ele faz pra ajudar essas pessoas que trabalharam com ele a arrumar emprego ? Posta links de vagas que exigem curso de gastronomia e de concursos públicos pra administradores num grupo de pessoas que estão procurando emprego como garçom, aux de cozinha, motoboy e caixa de supermercado.

Dai a gente volta pra Chi Chi Devayne.

Eu não sei como você chegou aqui e nem de onde que você veio. Mas tem duas coisas que precisam ficar muito claras na sua cabeça: Drag Queen é um esporte que envolve criatividade, originalidade e carisma. Isso é um fato. Mas qualquer sapato feminino 41 ou roupa feminina que sirva em um homem de 1,80m é um negocio caro. MUITO CARO. Essa é a primeira coisa. A segunda coisa é que Chi Chi Devayne é pobre, muito pobre. Rala em dois empregos lavando carros e sendo caixa de supermercado em um grotão qualquer dos Estados Unidos. É negra. E teve que lidar com armas e tiroteios em boa parte da adolescência. Mas apesar de tudo isso Chi Chi Devayne é capaz de chegar na competição máxima de Drags Queens ( um esporte que envolve glamour, moda, maquiagens elaboradas, acessórios de primeira, perucas deslumbrantes e saltos altíssimos que custam os olhos da cara ) vestida de saco de lixo e ainda assim impressionar. É um feito impressionante.

Ainda assim Chi Chi Devayne precisa engolir que suas roupas não são elaboradas porque ela nunca se esforçou o suficiente. Que não existe desculpas. Que existem brechós e lojas de artesanatos onde ela poderia ter comprado roupas e acessórios melhores. Isso dito por uma pessoa que nunca precisou usar nenhuma roupa de brechó e tem horror a lojas de artesanato.

“ eu não tinha a roupa adequada – mas tem tecidos e maquina de costura na sala de trabalho !!!!” só que Michele Visage não se tocou que isso ERA UMA DESVANTAGEM. Ter que criar uma roupa do zero sendo que as outras já tinham roupas prontas e que o tempo pro desafio já era escasso só pra cumprir as etapas do desafios. Vai la a Chi Chi Devayne dormir em cima da maquina de costura montando o figurino enquanto as outras queens dormem e descansam. Quem tem mais chances de dançar melhor no dia seguinte ? As queens que dormiram ou Chi Chi Devayne que passou a noite pregando botão num novo figurino ?

O meu ex chefe e a Michele Visage partilham da mesma opinião: as chances estão ai você que nunca se esforçou o suficiente.

Michele Visage acredita que falar pra Chi Chi Devayne que tem uma maquina de costura na sala de trabalho é a mesma coisa de dar chances iguais pra ela concorrer com drags queens de Nova York. A capital do mundo, a capital das drags queens mais elaboradas e fashionistas que existe.

Assim como o meu ex chefe acha que pro meu colega auxiliar de cozinha que só tem o ensino fundamental é uma boa ideia concorrer pra uma vaga de chefe de cozinha com graduação em gastronomia.

Oras, a vaga tai. Eu postei no grupo. Te ajudei. Você tá desempregado porque não se esforçou o suficiente. EU FIZ TUDO PRA TE AJUDAR.

Assim segue o reino encantado da meritocracia.

PS.: Eu nem falei de Naysha Lopes sendo magnânima, despegada e generosa deixando dois corsolets básicos a titulo de AGORA VOCÊ  NÃO PODE MAIS RECLAMAR QUE NÃO TEM ROUPAS  pra Chi Chi Devayne.

Anúncios

5 comments on “Meritocracia feat Chi Chi Devayne

  1. Como professora, desvendar as relações de poder e privilégio presentes na ideia da meritocracia é aquela metáfora não-vegana de matar um leão por dia. Com mãos nuas. Fora e dentro de mim. É difícil, viu. No ambiente acadêmico rola aquela coisa: tá todo mundo tendo acesso igual, pô. E, não, né.

  2. Voce nao poderia ter colocado de melhor forma o que eu penso sobre o que aconteceu nessa semana do RuPaul. Eh a mesma coisa que vejo no dia a dia, gente achando que aquele pobre que “vive” de bolsa familia eh apenas um vagabundo que nao se esforcou tanto pra estudar a entrar numa faculdade. Essas pessoas acham que um boia fria no meio do nada tem todas as condicoes de competir por uma vaga em medicina na USP, eh so estudar!!! Olha, muito cansativo…
    Vejo isso todos os dias no meu trabalho – trabalho num centro de pesquisas na Belgica. Nao eh chique nem glamouroso quanto Drag Queens (uma pena!), mas o discurso eh o mesmo. Vem um aluno tentar uma vaga, ele eh do Fimdomundogistao, tem que ralar pra se virar num pais que fala 3 linguas oficiais, mais o ingles, e nao interessa o que faca, ele nunca se esforcou o suficiente. E quando ele falha – porque TODO mundo falha! – vao culpar a falta de esforco.

  3. Cheguei aqui pela Patricia, que disse que o texto sobre a questão estava ótimo.
    Tá ótimo mesmo. Meritocracia é a carapuça preferida de quem tem pouca ou nenhuma capacidade de se colocar no lugar do outro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s